Uncategorized

6 dicas para navegar mais segura na Internet!

A Internet tornou-se um território diário de relacionamentos, compras e negócios. E por este uso intenso, precisamos tomar cuidado com uma série de armadilhas que podem surgir pelo caminho e trazer surpresas desagradáveis.

Hoje convivemos com uma série de ameaças digitais e algumas medidas de segurança, algumas bastante simples, ajudam a tornar a navegação menos arriscada.

Vamos falar de 6 dicas para navegar mais segura na Internet e aproveitar melhor cada minuto online!

1 – Invista em um antivírus de qualidade

Um antivírus é fundamental para a navegação na internet. O número de ameaças é grande e dos mais variados tipos – temos até os mais modernos, os sequestradores de dados em troca de bitcoin.

Uma solução de segurança abrangente pode evitar que estas ameaças enviem e-mails falsos ou use brechas de segurança para capturar senhas ou infectar seu dispositivo.

Existem soluções gratuitas muito boas, mas não se atualizam com a mesma rapidez com que as ameaças digitais são criadas. Se você for uma usuária que usa basicamente e-mail e navegação em sites seguros, elas podem atender perfeitamente.

Porém, se o uso envolve banking e operações e desenvolvimento de sites, uma solução paga será mais eficiente. E não custa muito, em torno de 120 reais ao ano.

2 – Use sites com alto nível de segurança

Sabe aquele cadeado ao lado da URL (link) do site que você está acessando? E a expressão https no começo da URL?

São indicativos de que este site investe em protocolos de segurança de alto nível e, portanto, são seguros para a navegação.

Você pode navegar em sites não seguros, mas para isso é importante ter um antivírus de qualidade atuando, para que ele bloqueie as ameaças que usarem o canal não seguro para acessar o seu dispositivo.

3 – Não grave usuários e senhas

O recurso de gravar o usuário e senha é muito útil para poupar a digitação cada vez que acessamos um site.

Mas pode trazer problemas diante de ameaças que podem capturar esses dados e usa-los para acessar o seu cadastro no site e fazer compras com os dados pessoais e de cartões que estiverem armazenados nele.

O melhor é digitar sempre – é menos um caminho para bandidos virtuais atuarem.

4 – Use a versão mais atual dos navegadores

Os navegadores são a estrada por onde seus dados trafegarão para se relacionar com sites, blogs e redes sociais.

Os desenvolvedores deles investem constantemente em soluções de segurança. Portanto, é fundamental que os navegadores estejam sempre com a versão atualizada.

É mais uma medida de segurança. Cheque se a configuração do navegador está com a atualização automática habilitada.

5 – Cuidado redobrado com os downloads

Aqui estamos falando dos arquivos anexados em e-mails ou aqueles que baixamos de sites de compartilhamento ou portais de downloads, como os de programas e aplicativos.

Se o download é inevitável:

  • Verifique se o site é seguro.
  • Cheque, após o download, se o arquivo tem um tamanho muito pequeno em relação ao que você esperava receber.
  • Atenção maior com arquivos de fotos, vídeos e áudios, que costumam ser os preferidos para trafegar infectados.
  • Examine o arquivo baixado com o seu antivirus (individualmente).
  • Desconfie de programas com soluções milagrosas.

6 – Desconfie dos e-mails

O e-mail é um dos meios mais eficazes para propagar ameaças virtuais. Afinal, quase todas as pessoas que usam a internet têm uma conta de mensagens.

E as formas de enganar as pessoas estão mais sofisticadas. Por exemplo, mensagens com dados verdadeiros que acabam induzindo a acreditar no link que a mensagem contém. Dados de dívidas reais com bancos com oferta de renegociação.

Muitos dados financeiros em bancos e empresas são roubados e viram uma arma poderosa para os marginais enganarem pessoas com dados verdadeiros.

 

O Hotmail agora é acessado pelo Outlook, você sabia? Acesse aqui para entrar direto no Hotmail.

 

 

 

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *